Equal Stones: “Below Zero”

Das camadas perenes do permafrost, os Movimentos Glaciais trazem a música do talentoso artista holandês Amandus Schaap, também conhecido como Equal Stones. Desde o primeiro passeio experimental – explorando as possibilidades de trabalho de produção no “Temporal Displacement” de 2012, o projeto Equal Stones sempre tratou de conhecer os lugares escondidos dentro do subconsciente.

Progredindo ao longo dos anos e encontrando um som estilístico consistente em “Transgression” e “Hans of a Murderer” de dois LPs, o projeto se voltou para um ambiente de drone muito textural, no qual ele ainda está firmemente enraizado. Com “Abaixo de zero”, as primeiras sessões de escrita e produção foram especificamente projetadas para os Movimentos Glaciais. O recorde é gelado, densamente revestido de texturas – reminiscente de paisagens glaciais pesadas e lentas.

Uma atmosfera sombria, às vezes chocante, combina esses elementos em uma viagem intensa que foi magistralmente dominada por Rafael Anton Irisarri, acentuando ainda mais as texturas frias.

Track Listing:

1. Presence 7:03

2. Terretorial Dominion 8:28

3. Howling Fjord 7:10

4. A Fire Long Extinguished 9:54

5. Fragmented Ice 16:31

O álbum pode ser ouvido no site do projeto Glacial Moviments ou no Spotify.

Como ser bem educado em seus e-mails?

Publicado originalmente aqui.

Com o advento da internet, o e-mail se transformou numa das principais ferramentas de comunicação empresarial. Memorandos, bilhetes, recados, pedidos, comunicados são redigidos e enviados constantemente pela web. 

Para garantir a eficácia dessas mensagens no ambiente corporativo, é necessário, porém, seguir algumas “regras” básicas, como explica o jornalista e escritor Roberto Amado. 

Uma delas é a objetividade e a simplicidade.  No mundo dos negócios, um e-mail precisa necessariamente ter, além da mensagem, uma saudação de abertura, uma despedida, a assinatura e o endereço do remetente. Essa formatação se aplica para os três níveis de comunicação empresarial: interno, com fornecedores e com clientes.

A forma mais usual e menos formal para fazer a saudação é “Caro Fulano (nome do destinatário)”. Entretanto, existem saudações com maior grau de formalidade como “Prezado senhor Fulano”, “Prezado Fulano” ou “Senhor Fulano”. “Senhor” deve ser usado somente se o “interlocutor tiver nitidamente idade avançada (mais de 70 anos) ou claramente posição hierárquica superior e nunca entre colegas de trabalho”. Já “Prezado” é aplicado para interlocutores desconhecidos. Em relação aos e-mails coletivos, “Boa tarde, colegas” e “Olá pessoal” são os mais recomendados. 

Em seguida, vem a mensagem, que precisa ter objetividade e eficiência. Toda a comunicação tem sempre um foco principal. É a primeira frase. Ela deve conter a mensagem principal, ser curta e sem conectivos. Depois, vêm um ou mais focos secundários, que normalmente estabelecem uma relação de causa e efeito entre eles. 

Em geral, o corpo da mensagem deve basicamente responder a seis perguntas em relação ao assunto proposto: o quê, quem, quando, como, onde e por quê. A mensagem precisa ser breve, sem frases empoladas, evitando adjetivos e descrições excessivas. A simplicidade é uma qualidade e não um defeito.  Jorge Amado afirma também que nunca deve se retornar um e-mail, escrevendo apenas “ok”. Nunca responda de forma abreviada, mas construa uma estrutura, mesmo que ela seja bem breve.

Após encerrar a mensagem, o remetente deve colocar uma despedida. “O ‘atenciosamente’ e ‘cordialmente’ são muito formais. O melhor é usar ‘abraço(s)’ ou ‘um abraço’ ”. Nas linhas seguintes, vêm a assinatura (nome do remetente e seu cargo) e depois o endereço (nome da empresa e telefone). 

Evite escrever cargos extensos e colocar apenas a área de atuação, como marketing, compras, publicidade. Essa regra não se aplica se o remetente quiser deixar claro a sua posição na empresa, como a de ser um diretor, por exemplo.

O e-mail também tem um aspecto estético. Ao se redigir essas mensagens, deve se usar letras pretas de famílias tradicionais com corpo tamanho 14, fundo branco sem cores e nada de ícones. 

Antes de enviar a mensagem, porém, é preciso adotar um último procedimento: fazer uma revisão atenta para corrigir erros ortográficos e gramaticais. É necessário ler e reler o texto, usar o corretor ortográfico e só depois enviá-lo. Pense o quanto é desagradável, lermos uma mensagem cheia de erros, sem contar que muitas vezes uma palavra mal escrita, pode alterar completamente o sentido da frase, prejudicando a comunicação.

A seguir, relacionamos uma série de dicas que o ajudarão no momento de se corresponder por e-mail:

Deveria ser óbvio, mas não é: não repasse piadinhas indiscriminadamente. Imagens, mensagens eróticas ou engraçadinhas não devem ser enviadas para ambientes profissionais a não ser que se avise claramente o seu conteúdo. Justamente para que seu colega ou amigo não as abra inadvertidamente e fique em uma saia justa. Deve-se ter cuidado também, com o envio de correntes religiosas e avisos de vírus (atualize seu anti-vírus e se não tiver um, providencie). Este tipo de coisa abarrota a rede de lixo além de ser pra lá de inconveniente. 

E por falar em lixo: limpe o seu sistematicamente. Principalmente nos casos de Intranet, faz a maior diferença: agiliza a comunicação (e aumenta a produtividade de fato) além de ser um claro sinal de civilidade cibernética. 

Letras maiúsculas: funcionam como um grito no texto. Cuidado com elas.

Cópias: ao mandar um e-mail com cópia a regra é mais ou menos igual à da comunicação escrita: informações gerais devem seguir para o superior na hierarquia da empresa com cópias para os demais. Se for uma mensagem específica para determinado departamento segue para o chefe da seção em questão com cópia para o presidente da empresa. 

Vários destinatários: selecione os mais importantes na hierarquia da empresa e coloque-os por ordem alfabética no campo “destinatário” os demais, seguem no campo “com cópia” também por ordem alfabética. Em casa, use o campo “Cco” para evitar aquelas mensagens com uma lista imensa de destinatários.

Cco (com cópia oculta) ou bcc (blind copies): ao mandar uma mensagem com bcc, coloque o seu endereço no destinatário e o grupo em bcc. Desta forma, seus amigos ou clientes não saberão se a mensagem foi enviada para duas, vinte ou duzentas pessoas. É infinitamente mais delicado. É muito desagradável (além de uma indiscrição) ler uma imensa barra de rolagem de endereços eletrônicos antes de qualquer texto. 

E-mails devem ser respondidos: pelo menos 99%. Faça isso, nem que demore alguns dias. É claro que você saberá estabelecer as prioridades e respondê-los na ordem. Também não adianta entrar em crise e querer acompanhar a agilidade da máquina pois é impossível. Mas é bom se organizar para dar conta da correspondência eletrônica sem atropelos. Deixar de responder a um e-mail corresponde a ignorar um telefonema ou um convite.

Assim como é importante responder a um e-mail, não se deve cobrar uma resposta, pelo menos até 48 horas. Nada de mensagens de reforço perguntando se “recebeu” a anterior. Lembre-se que as pessoas podem estar longe do computador na tarde em que você enviou sua mensagem, podem ter ficado um dia fora do escritório, e podem simplesmente não ter aberto o computador nas últimas 24 horas. Acontece mais do que se imagina. Portanto, ao enviar uma mensagem, dê um tempo real de resposta. Lembre-se que quem as digita é a pessoa e não a máquina. 

Convites por e-mail: se o evento for uma reunião informal na sua casa ou um evento comercial como o lançamento de um livro não há problema em mandar um e-mail. Mas com a antecedência necessária para que chegue, o destinatário abra e possa se organizar para comparecer. Mandar na véspera, denota falta de organização por parte de quem manda e de consideração para com o convidado. Convites por e-mail são adequados quando se trata de eventos comerciais, como lançamento de livro, ou informais, como uma reunião em casa. Mas convites para casamentos e outros encontros formais não devem ser mandados por e-mail. 

Veja mais…

Abreviaturas
Arquivos Anexados Ou “Atachados”

ABREVIATURAS

Algumas são óbvias e de uso corrente. Porém, evite usá-las em exagero, principalmente com quem você não tem intimidade. Emoticons [ 😉 ] são engraçadinhos mas também devem ser evitados no campo profissional ou em mensagens mais formais. Muita gente ainda não está familiarizada com eles e se atrapalha bastante na hora de decifrá-los. Poupe seu interlocutor. 

ARQUIVOS ANEXADOS OU “ATACHADOS”

Use, mas não abuse. Eles são ótimos para enviar listas, planilhas, gráficos, imagens e tudo o que puder ser “retirado” do texto sem que ele perca o sentido. Poupa tempo na outra ponta, e evita que se abra um longuíssimo e-mail em um momento pouco propício. 

Porém, você deve estar atento ao tamanho do arquivo, se ele tiver poucas informações é ideal usar no texto da própria mensagem, por outro lado se ele for muito grande, pode causar problemas a quem recebê-lo. 

Há três incovenientes em receber arquivos de grande tamanho anexados a e-mails: o tempo gasto para baixar esse e-mail do provedor é alto; outras correspondências de maior importância ficam na fila (consumindo o tempo de trabalho do usuário) e, por último, o tempo de conexão, que acaba por elevar a conta telefônica.

Os 4 tipos de acabamentos gráficos mais usados na produção de livros

Postagem original aqui.

Os acabamentos gráficos são processos capazes de fazer com que um material impresso fique com uma aparência mais chamativa e bonita. Eles utilizam diversos recursos, como cortes especiais, por exemplo. Os acabamentos precisam ser feitos com muita atenção, pois qualquer falha pode danificar toda uma linha de produção.

Esse processo é muito importante na venda de livros e catálogos, porque é o responsável pelo design dos materiais. Um material diferenciado e chamativo pode ser o fator fundamental para que uma pessoa compre um livro ou um catálogo.

1. Dobra

A dobra é um acabamento gráfico que pode ser automatizado nos papéis finos, porém, geralmente, precisa ser feito manualmente. Ele aumenta muito o volume dos pacotes, mas é muito usado em revistas, folders e livros. No caso de papéis mais grossos, como o papelão, é necessário vincar o material impresso para que ele não quebre ao ser dobrado.

2. Laminação

A laminação é um processo usado para proteger e dar um refinamento maior à impressão. A principal vantagem dela é que a durabilidade do material impresso é maior e há um acabamento com brilho, realçando as cores. Ela é feita com a aplicação de um filme plástico sobre o papel usando uma mescla de cola e calor. A laminação pode ser do tipo brilhosa ou fosca. Normalmente, é usada em cartões, postais e folhinhas.

3. Lombada e shrink

Lombada e shrink têm a função de incrementar e valorizar a impressão de livros. O shrink é uma película de plástico que protege livros e revistas e é encolhida por meio de aquecimento. Já a lombada pode ser encontrada no tipo quadrada, que fixa as páginas com colas, e no tipo canoa, que une as páginas por meio de grampos.

4. Bordas arredondadas

As bordas arredondadas são um acabamento gráfico simples e barato. Porém, esse trabalho torna o material muito diferenciado, já que os cortes são feitos da máquina no impresso, podendo ser manuais ou automáticos. Essa finalização proporciona um efeito visual interessante e é muito utilizada em convites de eventos e em alguns livros.

Percebeu como existem diversos acabamentos gráficos que você pode utilizar? Todos esses processos têm como objetivo buscar a diferenciação. O acabamento é muito importante para a venda de livros, pois atrai mais leitores e consumidores. Estilos diferentes de revistas e livros tornam-se chamativos para as pessoas, já que transformam um material impresso comum em um item nobre e sofisticado e agregam mais valor ao produto final.

Eventos (mês de maio): Instituto Confúcio da UPE

Cartaz do evento promovido pelo Instituto Confúcio

Descrição: 

“O Coral e a Orquestra do Instituto Confúcio da UPE vão levá-lo para uma jornada musical. De acordo com as descobertas arqueológicas atuais, a música folclórica chinesa data de 7.000 anos atrás. Não só na forma, mas também na concepção artística, a China tem sido o lar de uma cultura colorida de música folclórica.”

Cartaz de divulgação do evento

Descrição: 

“Na China, beber chá é tido como um evento social. A cerimônia do chá envolve a preparação ritual e a apresentação artística do chá. Esta palestra apresentará a cultura e arte do chá chinês, e na parte de prática, você pode provar vários tipos de chá, e a Professora Hu ensinará a você como preparar uma xícara de chá de forma estética chinesa.”

Cartaz de divulgação do evento

Descrição:

“As artes marciais chinesas, muitas vezes nomeadas kung fu ou wushu, São vários estilos de luta que se desenvolveram ao longo dos séculos na China. Esses estilos de luta são geralmente classificados de acordo com “famílias” (家; jiā), “seitas” (派; pài) ou “escolas” (门; mén) de artes marciais. Esta palestra apresentará a história, teoria, escolas e espíritos essenciais do kung fu, juntamente com a palestra da professora Li Jiayang, haverá um show de kung fu inesquecível. O público também terá uma boa chance de participar dos ensinamentos e práticas básicos de kung fu.”

Cartaz de Divulgação do evento

Descrição:

“Roupas chinesas foram moldadas através de suas tradições dinásticas, bem como influências estrangeiras. Roupas chinesas exibem as sensibilidades tradicionais da moda das tradições culturais chinesas e formam uma das principais facetas culturais da civilização chinesa. Esta palestra mostrará a evolução dos trajes tradicionais chineses e os elementos tradicionais na roupa chinesa contemporânea. Durante a palestra, a Professora Qu mostrará alguns trajes tradicionais.”

Cartaz de Divulgação do evento

Descrição:

“Oferecemos uma breve introdução dos métodos de apreciação da pintura chinesa, da cultura, da história e dos rudimentos da prática da pintura tradicional chinesa. A palestra nos mostrará a perspectiva estética dos chineses e, com as instruções do professor, os participantes também poderão criar pinturas impressionantes chinesas.”

Informações sobre o eventos:

E-mail: institutoconfucio@upe.br// Facebook: Instituto Confúcio da UPE// Website: www.confucioupe.com.br

Sobre aquelas situações incomodas das quais não gostamos tanto

Com a rotina e as atividades do cotidiano nos habituamos a sempre repetir as mesmas ações e estar na mesmas situações. O desconforto surge então quando somos surpreendidos por algo que esta fora do nosso “escopo” daquelas situações que vivemos. 

Talvez não seja tão ruim, pois estar de alguma maneira em outras situações pode nos ajudar a ver determinadas coisas ou lidar com elas de um jeito diferente. O que pode parecer absurdo é um tema que pode ser tratado de um jeito mais leve se considerarmos que boa parte do que lemos nas notícias ou nos jornais parecem tão absurdas e “non sense” que nem mesmo reagimos com surpresa a estas, exceto quando estamos envolvidos.

Pode parecer estranho, mas se imaginar em outros lugares, períodos/épocas, situações pode se tornar uma experiência interessante se conseguirmos extrair delas algo proveitoso e que nos ajude a lidar melhor com as surpresas e com aquelas situações inesperadas das quais não gostamos tanto.

Dicas de filmes: La Locandiera (1980)

Sinopse: A dona de uma pousada chamada Mirandolina é uma garota muito bonita, e por sua beleza o Conde de Albafiorita (Conte di Albafiorita) e o Marquês de Forlimpopoli (Marchese di Forlimpopoli) se apaixonam. Os dois nobres clientes lhe dão presentes caros tentando agradá-la e casar-se com ela, mas a astuta Mirandolina só aceita o dinheiro e as joias, deixando-os com um centímetro deles de nariz. Um terceiro homem entra em cena: o Cavaleiro de Ripafratta (Cavaliere di Ripafratta), extremamente misógino, que acha que a mulher só tem problemas com o homem. Mirandolina, que nunca viu um homem assim, tenta fazer isso de propósito e o cavaleiro consegue se apaixonar por ela.

Links para assistir:

Versão completa no Dailymotion e no YouTube.