Good Night Stories For Rebel Girls

Estava visitando o tumblr da Fa Conti e achei uma postagem que falava sobre educação pelo exemplo. E como boa pedagoga que sou (ou penso eu que sou) fui dar uma espiada.

O vídeo que a Fa divulgou em seu blog se trata de um projeto organizado por Francesca Cavallo e Elena Favilli de título “Good Night Stories for Rebel Girls” uma coleção que reúne 100 histórias para a hora do sono das crianças sobre a vida de 100 extraordinárias mulheres do passado e do presente, ilustrado por 60 artistas mulheres de vários lugares do mundo.

Na sessão de depoimentos de leitores há comentários bem interessantes. Uma mãe comentou:

“Nossa filha de 4 anos tem pedido trechos do livro durante a hora do sono TODAS AS NOITES desde que ela ganhou o livro no natal. Assim como ela ama ouvir estas histórias, nós amamos contá-las para ela. As brincadeiras imaginativas dela atualmente incluí piratas, pilotos, e políticos… o que é mais legal do princesas”.

De acordo com as organizadoras a obra tem como intuito celebrar a vida e a trajetória de mulheres extraordinárias, pois mulheres reais do passado e do presente tem alcançado incríveis resultados, apesar de tudo. São aquelas garotas rebeldes cuja as ações tem mudado o curso da história. Pintoras, cientistas, dançarinas, chefes, astronautas, cantoras de jazz, faraós, lutadoras de boxe, escritoras, líderes na política vindas de cada parte do planeta.

A coleção de histórias para a hora do sono tem por objetivo inspirar jovens garotas e suas mães, suas tias, suas primas, etc., para serem mais confiantes, sonhar grande e cultivarem sua força.

Neste vídeo de divulgação do trabalho, uma mulher e uma garota estão em uma livraria procurando livros que não falem sobre princesas ou tenham como personagens principais mulheres ou garotas. Conforme elas avançam a pesquisa nas prateleiras das estantes de livros elas se dão conta que há pouquíssimos títulos que fujam dessas convenções. O vídeo constata o que muitas de nós já sabemos, mas vale a pena conhecer e divulgar o projeto exatamente por este apontar um problema que insiste e persiste.

 

Sê o primeiro

Deixe uma resposta