Sem categoria

Mãe Beth de Oxum: “Precisamos utilizar as tecnologias a nosso favor”

Posted on

Na tarde de ontem (12/12), a palestra com a pernambucana Mãe Beth de Oxum versou sobre a importância da tecnologia estar à serviço das culturas de matriz africana. “Essa tecnologia tem que estar a nosso serviço, trazer a nossa identidade e contar a história do nosso povo”, afirma a Mãe Beth.

 

 

A palestrante, coordenadora do ponto de cultura Coco de Umbigada, possui uma rádio (Amnésia FM 88.5), produz vídeos para a TV Pública e tem um canal no Youtube – TV Umbigada. Segundo a palestrante, estes projetos foram criados pela falta de espaço que os povos de matrizes africanas encontram nos meios de comunicação de massa. Apesar do apoio das políticas de cultura, a Mãe Beth destaca alguns problemas:

“Temos uma rádio com equipamento que conseguimos a partir dos editais do Ministério da Cultura (MinC). O mesmo governo que dá o equipamento, manda a polícia perseguir e fechar a nossa rádio, ou seja, nos ajuda e nos criminaliza”.

 

 

A palestrante falou também da relação entre as tecnologias e a inclusão social, lembrando dos altos índices de jovens mortos a cada ano. “Esses números tem cor, tem lugar e tem grupo social”, ressalta Mãe Beth.

 

 

Durante a palestra, foi apresentado o jogo Contos de Ifá, desenvolvido em uma licença livre com o objetivo de contar a história dos Orixás. “O brinquedo mobiliza socialmente, e para isso precisamos usar a tecnologia para divulgar nossa cultura” destaca Mãe Beth.

 

 

Para finalizar, a Mãe Beth de Oxum convidou os participantes para uma Ciranda, promovendo encontros entre pessoas, códigos e linguagens tecnológicas, culturais, ancestrais, políticas e sociais.

 

 

Texto e Fotografia: Breno Neves e Rafaela Melo. Cobertura da 12ª OID.

 

Deixe uma resposta