Educação, Infância

Educação, saúde e mobilidade fazem das crianças da Holanda as mais felizes do mundo

Posted on

A Holanda é praticamente sinônimo quando se pensa em qualidade de vida, e um levantamento realizado pela UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) mostra que a ideia se comprova ao observar parâmetros concretosas crianças dos Países Baixos são as mais felizes do mundo.

O estudo inspirou duas mães estrangeiras que vivem na Holanda, uma inglesa e uma norte-americana, a escrever um livro, que se tornou best-seller, para relatar como a forma de criar os filhos no país se diferencia da maior parte do resto do mundo.

O tema também chamou a atenção da jornalista Mariana Timóteo da Costa, que produziu uma série de reportagens para investigar os motivos que levam a Holanda ao topo da lista, e com destaque absoluto, na comparação que envolve os 29 países mais desenvolvidos do planeta, todos membros da OCDE, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

A Unicef dividiu os índices em cinco temas: Bens MateriaisSaúde e SegurançaEducaçãoComportamento e Riscos e Habitação e Ambiente. A Holanda ficou entre os 5 melhores em todos, liderando nas categorias Bens Materiais, Educação e Comportamento e Riscos.

Ao elaborar o ranking, os autores do estudo criaram um índice que engloba todas as categorias, em que quanto menor o número, maior o nível de felicidade das crianças. A Holanda lidera com folga, com 2.4, seguida por Noruega (4.6) e Islândia (5). O Canadá fica com 16.6, em 17º, e os EUA com 24.8, em 26º.

Deixe uma resposta