Leia a edição de maio da Revista Eletrônica Dasartes

DASARTES – Edição 72 – Maio 2018.

Organizadores:

CECILY BROWN
EMMANUEL NASSAR
BILL VIOLA
BIENAL MERCOSUL
JOÃO GG

CAPA – O Instituto Tomie Ohtake apresenta um conjunto de trabalhos da pintora inglesa Cecily Brown. Paulo Miyada, curador da mostra, reflete sobre a produção da artista com o tema que a fascina: o paraíso.

DESTAQUE – Retrospectiva do artista paranaense Emmanuel Nassar, na Estação Pinacoteca, resgata sua marcante produção que provoca reflexões sobre o erudito e o popular. Veja texto do curador Pedro Nery.

ALTO RELEVO – Para mostra no novo SESC Avenida Paulista, em uma produção cheia de referências, o tempo escoa como água pelos vídeos de Bill Viola, um dos percursores da videoarte. Relembre matéria com texto do artista Gonçalo Ivo.

DESTAQUE – A 11ª edição da Bienal do Mercosul conta com obras de 70 artistas vindos dos três continentes que compõem o triângulo atlântico, tema do projeto curatorial. Convidamos os curadores Alfons Hug e Paula Borghi para apresentar alguns destes artistas.

GARIMPO – Elisa Maia nos apresenta a produção do artista João GG. Conheça mias sobre sua obra e suas recentes exposições em São Paulo, Curitiba e Belo Horizonte.

RESENHA – Veja resenha da exposição de Marcelo Silveira: Com Texto no Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba pelo autor Allan Yzumizawa.

ALTO FALANTE – O curador e crítico de arte Guy Amado retorna a sessão Alto Falante com o tema “Da arte da desaparição marítima”, com apontamentos sobre arte e desaparições oceânicas.

DE ARTE A Z, AGENDA, COLUNA DO MEIO e LIVROS completam esta edição nº 72 – Ano 10 de maio de 2018.

Relato do Fisl14

Minha história no FISL, tem se repetido a cada ano: muita correria, não dá tempo de assistir tudo que eu quero, o tempo todo correndo atrás de pauta por lá e pra cá. Tiro uma foto ali, escrevo um texto aqui, edito, posto, reviso, como correndo, vou no banheiro correndo, durmo pouco e acordo cedo.  É basicamente isso!

Esse ano, porém foi mais especial… Tive a honra de conhecer o Richard Stallman. RMS foi “meu colega” de mesa durante o evento  mas encontrou um lugar sossegado para ficar (e com rede cabeada) dentro da assessoria de imprensa na mesma mesa em que eu estive durante os quatro dias de evento. Além do Stallman, também tive a honra de entrevistar o Ramón Ramón Sanches da Iniciativa Focus – da Espanha e um dos representantes da RISoL – a Rede Internacional de Software Livre. Dentre outras coisas, Sanches me alertou que o Software Livre hoje, é mais que uma opção tecnológica, mas uma questão de soberania nacional. Também conheci o pessoal do Latinux da Venezuela.

REL052_Capa

E ah, não poderia deixar de mencionar a edição n.52 da Revista Espírito Livre. Fiquei muito feliz em poder contribuir com essa edição. Não reparem a brevidade dos textos, pois foram escritos e publicados durante o evento, junto com outros tantos mais. Enfim, a revista ficou muito legal e vale a pena dar uma conferida.

É isso, pessoal! Ano que vem tem mais. Ouvi rumores que o fisl15 não será em Porto Alegre, por causa da copa e tudo mais. Vamos aguardar as próximas informações.

E até a próxima!